Não perca nenhuma novidade, cadastre-se em nosso blog !
Assinar agora
Não perca nenhuma novidade, cadastre-se em nosso blog !
Assinar agora

Um em cada cinco indivíduos sofre de insônia. A dificuldade em fazer o cérebro se desligar por algumas horas e descansar pode ser muito alta, e pode chegar a atrapalhar o desenvolvimento de atividades corriqueiras do dia-a-dia. Mas, o que é insônia? Como ela funciona e age no organismo? Quais são as causas?

Você se prepara para dormir, faz a rotina diária, arruma a cama, apaga a luz e fecha os olhos. O cérebro não desliga. Pensamento gera pensamento, ideias se conectam em uma série sem fim, e sua mente parece tomada por uma série de falas desordenadas que não te deixam descansar. Esses são os sintomas perceptíveis da insônia.

Para compreender o que é insônia devemos partir de sua conceituação. A insônia é um distúrbio do sono que pode ser causado por uma série de fatores. Ela também pode ser categorizada como primária ou secundária: ela é primária quando é a doença em si; e secundária quando é a consequência de uma outra doença.

 

 

Classificação da insônia

A insônia pode ser classificada através dos períodos de tempo em que se passa sem dormir, ou até mesmo pela frequência com a qual ela se apresenta.

– Transiente

Este tipo de insônia se apresenta por alguns dias ou em um período de até três semanas e depois desaparece. Pode ser causada por algum momento de estresse, mudança dos hábitos alimentares ou de horários de sono. Neste tipo, o corpo sofre um momento de alteração do relógio biológico, mas não costuma ser um problema sério.

– Crônica

Este tipo de insônia dura mais de três semanas e também é conhecida como insônia de longa duração. Se você está vivenciando problemas para dormir que se encaixam nessas características, é importante que você faça uma consulta médica, afinal, seus níveis de melatonina podem estar baixos.

– Intermitente

A insônia intermitente é aquela que se apresenta de tempos em tempos, sendo que entre os acessos há sono profundo e pleno que restaura as energias e faz descansar o cérebro. Apesar de desagradável, esse tipo de insônia é menos maléfico que a crônica, afinal, ela permite o sono entre as crises. De todo modo, é importante buscar um médico para saber quais são as causas.

Principais sintomas

 

 

– Sensação de sonolência prolongada: é comum sentir sono o dia inteiro e, mesmo assim, não conseguir dormir quando a noite chega;

– Cansaço e fraqueza física: Os músculos e o corpo se mostram em constante estresse;

– Mau humor e irritabilidade: o estresse pelo qual passa a mente faz com que a pessoa se sinta constantemente irritada;

– Dificuldade de concentração e memória: é comum esquecer informações simples corriqueiras;

– Reflexos mais lentos: os movimentos corporais se tornam mais pesados e lentos e, o desempenho de tarefas simples pode se tornar penoso.

Saber o que é insônia é um ponto importante no processo de busca da cura. À partir das informações recebidas é possível trabalhar nas soluções disponíveis e melhorar a qualidade de vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here