Não perca nenhuma novidade, cadastre-se em nosso blog !
Assinar agora
Não perca nenhuma novidade, cadastre-se em nosso blog !
Assinar agora

A insônia afeta-nos de maneira negativa em diversas áreas e um dos males que ela pode causar são os danos ao cérebro.

A insônia é um distúrbio do sono que afeta em média 72% da população brasileira, ou seja, é um mal que posso afirmar estar bem presente na vida não só dos brasileiros, como de pessoas em todo o mundo.

Esse transtorno do sono se caracteriza pela dificuldade de adormecer ou de permanecer dormindo e pode ter diversos motivos.

É de conhecimento geral que um adulto precisa de, em média, 7 a 8 horas por dia para que alcance o descanso adequado e que o não cumprimento dessas horas, com a chamada insônia, pode afetar fisicamente o indivíduo com um cansaço constante e muitos outros sintomas.

Mas engana-se quem acha que a insônia só possui consequências físicas para quem a sente, ela vai muito além podendo modificar também as respostas emocionais.

Danos ao cérebro que a insônia pode causar

A privação do sono, quando constante, é muito perigosa, pois pode atingir negativamente o cérebro de diversas formas e até mesmo afetar a personalidade das pessoas.

Confira abaixo algumas das formas em que o cérebro é afetado por esse distúrbio do sono.

Estresse

Esse é um dos sintomas mais frequentes de quem convive com a insônia. Com sensação constante de cansaço, dores de cabeça e outros incômodos, é impossível fugir do estresse.

Pessoas que sofrem com a privação do sono tendem a sofrer danos ao cérebro e ter as emoções negativas mais afloradas do que aquelas que dormem a quantidade recomendável.

Tudo pode se tornar um gatilho para acionar o estresse e ele tende a aparecer com mais frequência. Sons e ruídos (que não incomodam outras pessoas), diálogos podem se tornar insuportáveis e até mesmo cheiros, essas coisas simples podem gerar situações estressantes.

Depressão

Pensamos que somente pacientes que sofrem de depressão podem desenvolver a insônia, porém o que poucos sabem é que a privação do sono pode criar casos depressivos.

Como explicado acima, os sentimentos negativos se sobressaem e em um dado momento tomam conta da vida e da rotina do indivíduo, o que facilita a entrada da depressão.

Memória e aprendizado

Outra capacidade que é prejudicada por esse distúrbio do sono é a memória e o aprendizado.

É comum que após sequências de noites mal dormidas as pessoas passem a sofrer com falhas de memórias e o aprendizado e a capacidade de se concentrar em algo sejam reduzidas.

Obesidade

A redução do sono está ligada a hormônios que controlam a fome. Há pesquisas que apontam que esse distúrbio do sono está relacionado a um aumento na vontade de consumir doces.

Deve-se levar em consideração que pessoas que sofrem com as noites mal dormidas possuem um nível baixo de energia devido ao constante cansaço, por isso dificilmente são fisicamente ativas.

Além de tudo, muitas recorrem a comida durante a madrugada para compensar a falta de sono, o que explica o ganho de peso.

Não perca suas noites de sono

Para escapar das garras da insônia, até mesmo evitá-la, é necessário que medidas sejam tomadas como, manter uma rotina saudável, colocar em prática as técnicas de higiene do sono, bem como o consumo de suplementos (indicados e acompanhados por um médico), um deles é a melatonina, por exemplo, que possui muitos benefícios quando o assunto é regular o sono.

 

Por Ruama Lima

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here